Ano novo

Um tanto de coisa vai dar errado, um outro tanto vai dar muito certo.

Vai dar vontade de sumir, mas vai dar mais vontade ainda de ficar.

Os pés vão correr sem saber pra onde ir.

Vai cair no nada.

Vai cair na real.

Vai cair em si.

Vai chorar de dor e vai chorar de rir.

A solidão vai bater e apanhar de volta.

Os braços vão abraçar amores e chances, amores de temporada até que um fixe residência. Mil e uma chances de ser feliz.

Vai ter carnaval, praia, desfile e bloco de rua.

Vai ter saia rodada, tênis, batom vermelho e cara limpa.

Vai fazer sol.

Vai chover.

E vai ventar.

Vai ter céu azul e nuvem branca.

De vez em quando vai ter arco-íris, e vai ter dia feio e cinza.

Vai tentar, vai errar, vai acertar.

E aprender, aprender, e aprender mais.

Vai ter livro, música e poesia.

E vai ter tanta vida, tanta luz.

Os dias não serão fáceis, mas você não estará só.

Persista. Resista.

Deixa ir e deixa vir.

Seja feliz!