sabor de fruta

Não se engane, eu continuo caminhando.
Não parei, estou apenas observando.
Tenho cuidado, o tipo de cuidado que você precisa ter ao atravessar a rua.
Eu não desisti, nem congelei.
Continuo em movimento.
Estou indo leve, um passo por vez.
Vou saboreando, pois entendi que devorar carrega uma voracidade que não combina com a delicadeza do que busco.
Eu já devorei, posso dizer que não me serve.
O que eu busco tem sabor doce de fruta, e fruta boa tem tempo de colheita, precisa do sol, precisa da chuva, precisa do vento e da polinização.
É viagem longa e bonita e eu não tenho pressa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s