Discos abandonados

images

Uma vez contaram que um carro parou numa rua aqui de São Paulo e despejou dezenas de discos de vinil, em seguida o motorista se mandou. Os discos ficaram largados lá, cada um em sua capa.
Logo algumas pessoas se juntaram e recolheram os dicos que as interessavam.
Acho que a intenção foi essa mesmo, deixar ali pra que alguém encontrasse e levasse embora.
O que me faz pensar, por que alguém faria isso?
Você já viu a cena horrenda de uma pessoa abandonando um cachorro? Funciona basicamente desta forma, a pessoa pega o cachorro como se fosse passear, vai pra longe de casa, bem longe. Se estiver de carro, ela coloca o cachorro pra fora, volta correndo pro carro e se manda em alta velocidade, como se correr fizesse esquecer que ali atrás um pequeno ser vivo foi abandonado, como se fugir cortasse o elo que existiu entre eles.
Os discos não eram seres vivos, mas penso que talvez carregassem a lembrança viva de alguém. Tem gente que não consegue dividir espaço com lembranças vivas demais. Uma vez li num livro do Gabo que as coisas das pessoas deveriam desaparecer junto com elas.
Tem isso, tem presença que insiste em viver em objetos inanimados. Talvez essa tenha sido a história dos discos abandonados, talvez não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s