Um caderno velho – Parte 1

Por eu ser assim é que ele foi embora
E eu jamais me faria de outra forma
Só pra ele ficar
Assim, eu é que iria embora de mim
E nada me sobraria para amar

23-12-2018

Junto as roupas
Coloco os brincos
Lavo o rosto
Me olho no espelho e sorrio
O reflexo sorri de de volta pra mim
Te encontro na cozinha
O filtro de café está na sua mão
Teria te dado um beijo fresco
A luz da manhã te faz muito bem, como você é bonito
Guardei o beijo
Guardei o abraço
Guardei a vontade
Não tomei o café
Não dividimos a mesa
Às vezes é preciso ir embora sem que seja necessário pôr um fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s