Um brinde

Um brinde aos esquecidos
Um brinde aos desajustados
E aos autênticos
E aos que ainda acreditam no amor – apesar de tudo
Um brinde aos que se permitem sonhar
num mundo cada vez mais materialista
Um brinde aos que riem sem censura
E aos que choram sem constrangimento
Um brinde aos que vivem uma vida em cores vivas
E aos que dançam mesmo sem música
Um brinde a nós, os malucos
Já que não somos os normais
Que sejamos assim, loucos e felizes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s