Não é saudade

A saudade não é de você, mas das coisas, dos cheiros,  das luzes.
A saudade é de ver suas costas sardentas do outro lado da cama, e do cheiro de erva-doce do seu sabonete, a saudade é da temperatura exata das suas coxas, e dos raios solares que invadiam a janela sem cortina do seu quarto, sua preguiça de comprar uma cortina.
A saudade é até dos seus sapatos espalhados pelo quarto, que ódio dos seus sapatos… que saudade dos seus sapatos.
Como disse, não é saudade de você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s