Toda mar

Me vejo mar.

Às vezes brava.
Às vezes mansa.

Maré alta, maré baixa.

Por vezes turva e outras transparente demais.
Uma imensidão a descobrir, um infinito só meu.
O medo de mergulhar, o desejo de saber.
Azul do céu, azul do mar.
Eu sou toda mar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s