Sobre música, sobre gente

show Pearl Jam
Show do Pearl Jam no Brasil – Eu era uma luzinha

Eu fecho os olhos agora e consigo me teletransportar para o meio de um estádio de futebol, é dia de show de uma das minhas bandas favoritas. Qualquer uma delas, viva ou morta, está lá. O estádio lotado, pessoas cobrindo o gramado, lotando os assentos de cima a baixo, a banda é um ponto pequeno no palco, cercada de luzes estrategicamente posicionadas, luzes brancas, amarelas, vermelhas, luzes rápidas que correm do vocalista para o baixista, e para o guitarrista e que contempla o baterista por alguns instantes até voltar de novo para o vocalista.
Em todas as músicas, milhares de pessoas cantam em uma única voz, elas vencem as caixas de som, vencem cada pequeno espaço vazio que por teimosia permaneceu no estádio. O eco entre os versos invadem o corpo pelos poros e o som explode no peito, sinto cada pelinho do meu corpo se arrepiar, meu organismo responde à música como uma droga boa de usar.
É minha banda favorita, é a música que eu escuto há anos, e cada um ali também tem uma história pra contar, e o que fazemos? Contamos nossas histórias, cantamos todos juntos, levantamos nossos celulares pois isqueiros agora acendem apenas os cigarros, somos pontinhos de luz, uma constelação no meio da cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s