Inefável

Inefável

Algo que não se pode explicar com palavras.

A primeira vez que vi o sol nascer. Assistir o céu ganhando cor como se alguém pincelasse com agilidade e delicadeza, dar cor ao mundo que há pouco tempo era pura escuridão.

O primeiro beijo. A sensação de existir apenas duas pessoas no mundo, imaginar que o tempo parou e que os pés estão suspensos enquanto algo totalmente novo acontece, aquela sensação que nunca mais se repete.

A copa do mundo, o hino nacional, a camisa verde amarela, o aperto no peito, o grito de gol, o pentacampeão!

A noite no Rio de Janeiro e no som do carro Motorhead.

O passeio de volta pra casa, mãos dadas no banco de trás e no som do carro Semisonic.

Amar.

Ser amada.

O cheiro do café pela manhã pra acordar, cafuné a noite pra dormir.

A primeira vez no cinema, o primeiro filme, Mulan.

Uma multidão cantando Imagine com Eddie Vedder no Morumbi. Fazer parte desta multidão.

Escrever os sonhos num papel, olhar para o mesmo papel e ver que alguns já se tornaram realidade.

Tudo isso que é inefável e eu nunca vou conseguir explicar.

A sensação única de um momento tão especial, como se eu sentisse o sol nascer muitas vezes, e todas dentro de mim. O universo me colorindo com tudo o que me faz feliz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s